Experiência de organização de uma atividade de educação continuada - Jornada Pandorga de Autismo em Passo Fundo

Henrique Calabria Buligon, Victor Antônio Kuiava, Flávia Rauber Felkl, Lucas Thomazi Ferron, Thayana Weinert, Cristiane Barelli

Resumo


Programas de educação continuada são fundamentais para o constante desenvolvimento dos profissionais, principalmente em áreas da educação e da saúde, onde há constantes atualizações científicas e técnicas. Tema de grande discussão e desenvolvimento atualmente, tanto na saúde quanto na educação, o Transtorno de Espectro Autista (TEA) - cuja prevalência demonstra crescimento contínuo - tem como manejo o diagnóstico precoce e o acompanhamento intensivo com profissionais habilitados. Esse relato de experiência visa demonstrar a importância das atividades de educação continuada principalmente em temas com grandes atualizações como o TEA. Para isso, foram relatadas características da Jornada Pandorga de Autismo em Passo Fundo, desenvolvida em parceria com o projeto Com Saúde Autismo, com a Secretaria Municipal de Saúde de Passo Fundo e com a Associação dos Pais e Amigos da Criança Autista de Passo Fundo (AUMA). Os resultados do evento são positivos, sendo que todos os ouvintes entrevistados relataram que o evento foi ótimo/bom. Destaque para o fato de que a maioria dos profissionais eram ou da área da educação ou saúde. Foram colhidos depoimentos animadores de ouvintes que destacavam que o conhecimento adquirido foi importante para sua formação técnica e que será utilizado na sua atuação profissional.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, S. R. DE; MEIRELLES, B. H. S.; MELO LANZONI, G. M. DE. Educação

permanente em saúde: atribuições e deliberações à luz da política nacional e do pacto de

gestão. Mundo da Saúde, v. 35, n. 4, p. 373–381, 2011.

BAIRD, G. et al. AUTISM- management of autism in children and young people. 170. ed.

Leicester: British Psychological Society, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde.

Brasília, DF, 2009.

CARVALHO, L. F. DE; GASQUE, K. C. G. D. Formação continuada de professores e

bibliotecários para o letramento informacional: A contribuição da educação a distância.

Transinformacao, v. 30, n. 1, p. 107–119, 2018.

CONSTANTINIDIS, T. C.; SILVA, L. C.; RIBEIRO, M. C. C. “Todo Mundo Quer Ter um

Filho Perfeito”: Vivências de Mães de Crianças com Autismo. Psico-USF, v. 23, n. 1, p. 47–

, 2018.

ELSABBAGH, M. et al. Global Prevalence of Autism and Other Pervasive Developmental

Disorders. Autism Research, v. 5, n. 3, p. 160–179, 2012.

FAGANELLO, R.; MATTHIESEN, S. Q. Formação continuada de professores: construindo

possibilidades para o ensino do atletismo na Educação Física escolar. Educar em Revista, v.

, n. 65, p. 183–200, 2017.

HARRES, J. B. S. et al. Constituição E Prática De Professores Inovadores: Um Estudo De

Caso. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), v. 20, n. 0, p. 1–21,

HEALTH, T. S. C. On. Autism Spectrum Disorders: Diagnosis and Interventions,

Organization of Care and Patient Involvement. Stockholm: Swedish Council on Health

Technology Assessment, 2013.

LEANDRO, J. A.; LOPES, B. A. Cartas de mães e pais de autistas ao jornal do Brasil na

década de 1980. Interface: Communication, Health, Education, v. 22, n. 64, p. 153–163,

LYALL, K. et al. The Changing Epidemiology of Autism Spectrum Disorders. Annual

Review of Public Health, v. 38, n. 1, p. 81–102, 2017.

MICHAELIS. Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa - Espectro. Disponível em: <http://

michaelis.uol.com.br/busca?id=bxEA>. Acesso em: 21 out. 2018.

OLIVEIRA, B. D. C. DE et al. Políticas para o autismo no Brasil: Entre a atenção

psicossocial e a reabilitação. Physis, v. 27, n. 3, p. 707–726, 2017.

ORLANDI BARTH, P. et al. Educação permanente em saúde: concepções e práticas de

enfermeiros de unidades básicas de saúde...eti Continuing health care education: concepts and

practices of nurses in basic health units. Revista Eletronica de Enfermagem, v. 16, n. 3, p.

–611, 2014.

PAMPOLINI, C. P. G.; PAROLIN, C. A importância da educação continuada para as

empresas do setor de comércio na cidade de Curitiba. Research Gate. Disponível em:

. Acesso em: 21 out. 2018.

PANDORGA. Associação Mantenedora Pandorga. Disponível em <http://www.

pandorgaautismo.org/>. Acesso em: 21out. 2018.

PEIXOTO, S. et al. Educação permanente, continuada e em serviço: desvendando seus

conceitos. Revista eletrônica de enfermaria, v. 29, p. 324–340, 2013.

PINTO, R. N. M. et al. Autismo infantil: impacto do diagnóstico e repercussões nas relações

familiares. Revista Gaúcha de Enfermagem, v. 37, n. 3, p. 1–9, 2016.

POSAR, A.; VISCONTI, P. Autism in 2016: the need for answers. Jornal de Pediatria, v. 93,

n. 2, p. 111–119, 2017.

RIBEIRO, C. D. M. Educação continuada. Revista brasileira de enfermagem, Brasília, v.

, n. 1, p. 79-81, mar. 1986.

WEITLAUF, A. S. et al. Therapies for Children with Autism Spectrum Disorder:

Behavioral Interventions Update. 137. ed. Rockville: Department of Health and Human

Services, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.