GÊNERO COMO DETERMINANTE PARA A IMPOSIÇÃO DE PAPÉIS SOCIAIS E FAMILIARES: UMA REFLEXÃO A PARTIR DE LUIS ALBERTO WARAT

Noli Bernardo Hahn, Bianca Strücker

Resumo


As relações de gênero foram firmadas ao longo da história, configurando-se como construções culturais de identidades, envolvendo relações de poder, o que resultou na opressão e submissão das mulheres e na naturalização destas relações, originando papéis sociais e familiares pautados no gênero. O discurso jurídico também é influenciado por este sistema de divisões, onde masculino e feminino devem ocupar lugares distintos e estar em espaços diferentes em uma estrutura de poder. Neste artigo, ao refletir e demonstrar que o gênero, enquanto construção, enquanto devir, é determinante para a imposição de papéis sociais e familiares, utiliza-se o modo de raciocínio dedutivo e o método de abordagem sócio-histórico-analítico, para, através do olhar de Luis Alberto Warat, traçar discussões e possibilidades de entendimento em relação ao tema referido.

Texto completo:

PDF HTML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                

 Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

ISSN: 2316-4034