TERRITÓRIO SIMBÓLICO E TERRITÓRIO FUNCIONAL: FATORES GEOGRÁFICOS QUE MOTIVAM O MOVIMENTO SEPARATISTA “O SUL É MEU PAÍS”

Jenerton Arlan Schütz, Edinaldo Enoque Silva Junior

Resumo


Busca-se, no presente escrito, compreender a questão geográfica apresentada pelo Movimento Separatista “O Sul é meu país”. Desse modo, utiliza-se os documentos publicados no site do movimento: http://www.sullivre.org. Nessa direção, O Manifesto Libertário e a Carta de Princípios, serão os dois documentos analisados que abordam a temática. Importa destacar que, dos escritos publicados na página do Movimento, somente esses dois, e de forma muito resumida, apresentam o que eles chamam de “fatores geográficos”. Por ora, pode-se aferir que as passagens trazidas pelo Movimento não apresentam motivações contundentes para a suposta separação do restante do Brasil, no que tange a questão geográfica. Ademais, o fio que encontramos nas entrelinhas das citações do Movimento em relação ao fator geográfico e nas análises discursivas das passagens, nos parece cada vez mais claro a finalidade culturalista, comunitarista e identitária do Movimento.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BAUMAN, Zygmunt. Comunidade: as buscas por segurança no mundo atual. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

BAUMAN, Zygmunt. Vida em fragmentos: sobre a ética pós-moderna. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

BAUMAN, ZYGMUNT. Vidas desperdiçadas. Rio de Janeiro: Zahar, 2005.

CASTELLS, Manuel. O poder da identidade. Rio de janeiro: paz e Terra, 2003.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. Economia, sociedade e cultura. São paulo: paz e terra, 1999.

CANCLINI, Nestor. Culturas híbridas: Estrategias para entrar y salir de la modernidad. Buenos Aires: Sudamericana, 1995.

COSTA CURTA. Jussara. Continuidade e mudança do território Kaigang do Rio Grande do Sul: Um estudo de caso no aldeamento de Nonoai. (trabalho de conclusão de curso) Porto Alegre: URGS, 2012. disponivel em acesso em 01 mar. 2017.

DEUCHER, Celso. I congresso MSPI (Movimento São Paulo Livre), São Paulo, 2016. Disponível em acesso 02 fev. 2017

EIDT, Paulino. ENOQUE, Edinaldo. Porto novo: Da escola paroquial ao projeto de nucleação. Uma identidade em crise. Ijuí: Unijui, 2008.

HAESBAERT, Rogério. As diferentes abordagens do conceito de território, 2004. Disponível em http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfSTMAC/as-diferentes-abordagens-conceito-territorio acesso em 01 mar. 2017

HAESBAERT, Rogério. Da desterritorialização a multiterritorialidade. Boletim Gaúcho de Geografia. v.29 n.01, 2003.

HOBSBAWM, Eric.; RANGER, Terence (Orgs.). A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

LAROQUE, Luis Fernando. Lideranças Kaigang no Brasil Meridional (1808-1889): pesquisas antropológicas. São Leopoldo, n. 56, 2000.

MANIFESTO LIBERTÁRIO. Disponível em acesso em 01 mar. 2017.

MORIN, Edgar. Terra Pátria. Porto Alegre: Sulina, 1997.

NONNENMACHER, Marisa. O indío Kaigang no Rio Grande do Sul frente a sociedade brasileira em expansão (século XIX). Dissertação de mestrado em História. Porto Alegre, PUCRS, 2000.

ONU. Assembleia Geral. Res. 1514 (XV), 14 Dezembro de 1960. Declaração sobre a Concessão da Independência aos Países e Povos Coloniais. Disponível em acesso 04 mar. 2017

PARMA, Sandra. Palestra explicativa sobre o plebiscito consultivo do Movimento O Sul é Meu País. Camara de Vereadores de Taió, SC. Disponível em acesso 02 fev. 2017

RAFFESTIN, Claude. Por uma Geografia do Poder. Tradução de Maria Cecília França. São Paulo (SP): Ática, 1993.

RIBEIRO, Darcy. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 1995.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SAQUET, Marcos Aurélio. Território e territorialidades: Teorias, processos e conflitos. São Paulo: UNESP, 2008.

SAQUET, Marcos Aurélio; BRISKIEVICZ, Michele. Territorialidade e identidade: um patrimônio no desenvolvimento territorial. Caderno Prudentino de Geografia, n.31, vol.1, 2009.

SCAFF, Gamaliel Seme. O Paraná é uma espécie de Suíça no Brasil, 2015. Disponível em: acesso em 01 mar. 2017.

SPOSITO, Eliseu Savério. Sobre o conceito de território: um exercício metodológico para a leitura da formação territorial do sudoeste do Paraná. In: RIBAS, A. D.; SPOSITO, E. S.; SAQUET, M. A. Território e Desenvolvimento: diferentes abordagens. Francisco Beltrão: Unioeste, 2004.

SOUZA. Françoise Jean de Oliveira; CAJAZEIRO, Karime Gonçalves. A singularidade do lugar: A construção de um discurso identitário para o bairro Santa Tereza. Teoria e Sociedade, n. 19. v.1, 2011.

SOUZA, Edevaldo Aparecido; PEDON, Rodrigo. Território e Identidade. Revista Eletrônica da Associação dos Geógrafos Brasileiros – Seção Três Lagoas. Três Lagoas - MS, n. 6, v. 1 - ano 4, Novembro de 2007.

TOURAINE, Alain. Diferentes ou iguais: podemos viver juntos? Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

TOURAINE, Alain. Um novo paradigma. Lisboa: Instituto Piaget, 2005

YOUNG, R. O Desejo Colonial. Perspectiva: São Paulo, 2005.

ZALLA, Jocelito; MENEGAR, Carla Menegat. História e memória da Revolução Farroupilha: breve genealogia do mito. Rev. Bras. Hist. n. 62, v. 31, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                

 Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

ISSN: 2316-4034