A PRÁTICA DA TOLERÂNCIA COMO CAMINHO PARA A CONCRETIZAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS DAS MINORIAS: DA PERCEPÇÃO DO OUTRO AO RECONHECIMENTO DAS DIFERENÇAS

DENISE TATIANE GIRARDON DOS SANTOS

Resumo


A partir da Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948, o processo de internacionalização da tutela dos direitos humanos atingiu grande abrangência entre as nações; contudo, faticamente, ainda se verificam muitas dificuldades de reconhecimento das diferenças, questão que implica no direito das minorias, posto que, a partir do momento que não são reconhecidas como sujeitos de direitos, sofrem estigmatização, exclusão e as desigualdades se acentuam. Assim, o presente artigo buscará demonstrar a importância da diversidade cultural para a humanidade, a necessidade de convivência harmônica entre os grupos, bem como, a tolerância como mecanismo de uma cultura de paz, a partir do reconhecimento do outro como sujeito de direitos e do respeito às diferenças.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Online 2318-9150

ISSN Impresso 1982-3266