A MEDIAÇÃO COMO MECANISMO DEMOCRÁTICO ANTE A SUSTENTABILIDADE PROCESSUAL

Débora Camila Borfe, Cassiane Elis Braganhol, Bianca Cassiana Ferreira Lorenz, Felipe Luiz Da Rosa

Resumo


O presente trabalho estuda a necessidade de se discutir e refletir quanto ao instituto da mediação como meio de propagar uma política pública que tenha por escopo a construção de uma sociedade mais democrática, reflexiva e cidadã, voltada a cultura de paz, contrapondo-se ao individualismo e, freando o processualismo dos litígios. Para propagar esse novo modelo de acesso à justiça é que o Poder Legislativo cuidou de editar leis que pudessem estimular a resolução pacífica de conflitos. O Código de Processo Civil e a Lei de Mediação são balizadores na mudança em prol de resoluções não adversativas que restaurem o vínculo entre as partes e aos olhos delas, sejam consideradas “mais justa”, porquanto a construção da “solução” se daria por um prisma democrático culminando na gradativa diminuição de conflitos diante de um Poder Judiciário distante das partes e “afogado” em demandas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista Gedecon tem fluxo contínuo para recebimento de artigos.

ISSN: 1982-3266