ASPECTOS DO CARÁTER FORMATIVO DA FILOSOFIA NO BRASIL

Leonardo Markes Kussler

Resumo


No presente artigo, propomo-nos a refletir sobre a formação filosófica ideal e sua aplicação à realidade educacional brasileira, tanto na Educação Básica quanto no Ensino Superior, destacando que as limitações da Filosofia, no Brasil, dificultam a instituição de parâmetros supostamente próprios da Filosofia, como a reflexão e a criticidade no modo de ser de quem exercita a Filosofia. Na primeira seção, apresentamos a noção de paideia filosófica e de como a formação filosófica contemporânea perdeu muito de seu potencial originário, enfatizando como seu caráter humanista foi relegado e como os parâmetros curriculares brasileiros estimulam uma formação reduzida à história da Filosofia. Na segunda seção, traçamos uma análise fenomenológica da situação formativa da Filosofia no Brasil, explicitando características da formação superior do professorado em Filosofia brasileiro e algumas propostas educacionais que contribuem para a superação de algumas dificuldades e uma melhor aplicação do espírito filosófico em todas as fases da educação.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista Gedecon tem fluxo contínuo para recebimento de artigos.

ISSN: 1982-3266