CAFÉS ESPECIAIS, GOVERNO E MERCADO: REFLEXÕES ACERCA DAS ESTRATÉGIAS DE RUANDA

Marco Aurélio dos Santos, Marco Aurélio Marques Ferreira

Resumo


A guerra, além das vidas, limita o desenvolvimento de muitas nações. Após a guerra de 1994 Ruanda buscou construir estratégias de desenvolvimento a partir da cadeia do café, uma das principais fontes de divisas do país. Por meio de uma revisão de literatura e de dados secundários buscou-se identificar os principais gargalos a serem superados para agregação de valor e renda na cafeicultura. Observou-se que a guerra deixou milhares de cafeicultores na pobreza, provocou a dispersão produtiva, criou dificuldades na erradicação de doenças dos cultivares e promoveu a pluralidade de leis da terra limitando o alcance dos objetivos de reestruturação do país. Entretanto, a privatização surge como estimulo, possibilitando ofertar melhorias, formação de uma visão empresarial na cadeia, o que acaba gerando um crescimento vertiginoso em todo sistema produtivo. Essa solução pode não ser definitiva, em virtude da alta dependência de uma commodity, mas um primeiro passo ao avanço em melhorias econômicas e sociais de Ruanda.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista Gedecon tem fluxo contínuo para recebimento de artigos.

ISSN: 1982-3266