APICULTURA COMO UMA ATIVIDADE PRODUTIVA SUSTENTÁVEL: Estudo de caso no Cone Sul de Rondônia

Rodrigo Sasset PARIZOTTO, Claudia Maria Prudêncio de Mera, Diego Pascoal Golle

Resumo


Atualmente, a sociedade tem se sensibilizado para a manutenção do equilíbrio entre as questões ambientais e a produção de alimentos, objetivando qualidade de vida e a sustentabilidade. Dessa maneira, as atividades e práticas agrícolas que respeitam o meio ambiente vêm recebendo destaque no cenário produtivo, dentre elas a apicultura. Segundo a ABEMEL (2014), o mel produzido no Brasil é destaque internacional, estando o país como o 8º maior exportador de mel do mundo. O Estado de Rondônia acompanha o crescimento da atividade apícola brasileira, sobressaindo-se na região Norte do país. A região do Cone Sul de Rondônia é responsável por boa parte da produção de mel do Estado, porém, apresenta um número reduzido de informações sobre os custos de produção, comercialização e ganhos ambientais proporcionados pela atividade. O presente estudo teve como objetivo, a partir de um estudo de caso, de quantificar o recurso financeiro necessário para a instalação de um pequeno apiário em uma propriedade rural, bem como estimar os ganhos monetários após o primeiro ano de exploração da atividade. Ao longo da pesquisa foram feitas comparações entre a lucratividade no atacado e no varejo, onde evidenciou-se que, no atacado, houve 82% de lucro por colmeia, ao passo que no varejo essa lucratividade reduziu para 70%. Cabe ressaltar que a atividade apícola contribui para a geração de renda para o produtor rural além de colaborar para a preservação ambiental.

Palavras-chave: Propriedade rural. Lucratividade. Preservação ambiental.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Online 2318-9150

ISSN Impresso 1982-3266