ESTUDO DO pH E MASSA DO RESÍDUO DE UM FUNGO NA REMOÇÃO DO CORANTE RED 97

Vitória de Lima Brombilla, Jordana Georgin, Dison Franco, Patrícia Grassi, Fernanda Caroline Drumm

Resumo


Resumo: A eficiência da degradação do corante vermelho ácido 97 (RED 97) pelo resíduo do fungo filamentoso Beauveria bassiana, foi analisada. O adsorvente foi caracterizado por meio da microscopia eletrônica por varredura (MEV), espectroscopia na região do infravermelho (FT-IR), difração de raio-X (DRX) e a área superficial específica (BET). Após a caracterização foram realizados testes de adsorção objetivando determinar as condições ideais de Ph e massa do adsorvente. A caracterização do adsorvente permitiu visualizar a sua forma estrutural amorfa, com a superfície contendo partículas irregulares e heterogêneas, com diâmetro do poro de 51.9671 nm e uma área superficial de 0.2468 m²/g. Os testes de massa demonstraram que 1,5 g L-1 do adsorvente são suficientes para uma remoção eficiente do corante RED 97 em solução, chegando a 44,83 mg g-1 da capacidade de adsorção removendo 67,25% da cor. O pH 2 mostrou maior eficiência no processo chegando a 40,45 mg g-1 da capacidade de adsorção.

 

Palavras-chave: Adsorção1. Fungo2. Corante3.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Plataforma de Submissão de Trabalhos e Anais de Eventos da Unicruz