ENGAJAMENTO MOTOR, CONTEXTO DA AULA E COMPORTAMENTO DO PROFESSOR EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE CRIANÇAS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Autores

  • Mariele Santayana de Souza Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.
  • Daniela Cardoso Nicolini Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.
  • Nadia Cristina Valentini Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.33053/biomotriz.v14i3.230

Resumo

As aulas de Educação Física são para a maioria das crianças o principal meio de participação em atividades estruturadas e apropriadas ao desenvolvimento e de promoção da atividade física. O contexto das aulas e a mediação do professor podem potencializar o engajamento dos alunos nas aulas. O objetivo do estudo foi investigar a qualidade do engajamento dos alunos nas aulas de educação física, o contexto das aulas e o comportamento do professor de cinco turmas do terceiro ano de escolas de ensino público. Foram observadas 20 aulas de cinco turmas do terceiro ano do ensino fundamental. Foi utilizado um instrumento observacional com categorias de engajamento motor adequado ou inadequado. Para investigar o contexto da aula e o comportamento do professor foi utilizado o System for Observing Fitness Instruction Time. Os resultados indicam que as crianças permaneciam a maior parte do tempo em comportamentos não engajado motoramente de forma adequada (39,4%), e engajado motoramente de forma adequada (31,5%). Os contextos predominantes das aulas foram de outros atividades (33,2%) e de prática da técnica (25,8%). Os comportamentos predominantes do professor foram de observar (32,9%) e de administração (26,1%). Conclui-se que as aulas de educação física proporcionam pouco tempo ativo, os contextos das aulas são de atividades com pouca mediação do professor, que por sua vez apresenta maior tendência a somente observar os alunos, sendo necessárias estratégias que proporcionem maior engajamento dos alunos.

Biografia do Autor

Mariele Santayana de Souza, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Graduada em Licenciatura e Bacharelado em Educação Física (UFRGS). Especialista em Educação Especial Inclusiva (Uniasselvi) e Educação Física Escolar (Uniasselvi). Mestre e Doutora em em Ciências do Movimento Humano, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professora de Educação Física da Prefeitura Municipal de Canoas (RS).

Daniela Cardoso Nicolini, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Graduada em Licenciatura e Bacharelado em Educação Física (UFRGS). Mestranda em Ciências do Movimento Humano (UFRGS).

Nadia Cristina Valentini, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Graduada em Educação Física. Mestre em Human Exercise Science (Auburn University). PhD em Human Exercise Science (Auburin University).

Referências

BARNETT, L. M.; MORGAN, P. J.; BEURDEN, E.; BEARD, J. R. Perceived sports competence mediates the relationship between childhood motor skill proficiency and adolescente physical activity and fitness: a longitudinal assessment. International Journal of Behavioral Nutrition and Pgysical Activity, v. 5, n. 40, p. 1-12, 2008.

BARROS, S. S. H.; LOPES, A. S.; BARROS, M. V. G. Prevalência de baixo nível de atividade física em crianças pré-escolares. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, v. 14, n. 4, p. 390-400, 2012.

BASTERFIELD, L.; ADAMSON, A. J.; FRARY, J. K.; PARKINSON, K. N.; PEARCE, M. S.; REILLY, J. J. Longitudinal study of physical activity and sedentary behavior in children. Pediatrics, v. 127, 2010.

BERLEZE, A. Efeitos de um Programa de Intervenção Motora, em crianças obesas e não-obesas, nos parâmetros motores, nutricionais e psicossociais. 2008. 186f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós Graduação em Ciências do Movimento Humano, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

CARNIEL, M. Z.; TOIGO, A. M. O tempo de aprendizagem ativo nas aulas de educação física em cinco escolas particulares de Porto Alegre, RS. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências v. 3, n. 2, 2003.

CLARK, J. E. On the problem of motor skill development. Journal of Physical Education, Recreation and Dance, v. 78, n. 5, 2007.

CLARK, J.E.; METCALFE, J.S. The mountain of motor development: a metaphor. In: CLARK, J.E.; HUMPHREY, J.H. (Eds.). Motor Development: Research and Reviews. Reston: NASPE, 2002. v.2., p.163-90.

FORTES, M. O.; AZEVEDO, M. R.; KREMER, M. M.; HALLAL, P. C. A educação física escolar na cidade de Pelotas-RS: contexto das aulas e conteúdos. Revista da Educação Física/UEM, v. 23, n. 1, p. 69-78, 2012.

GAUTHIER, A. P.; LAURENCE, M.; THIRKILL, L.; DORMAN, S. C. Examining school-based pedometer step counts among children in grades 3 to 6 using diferente timetables. Journal of School Health, v. 82, n. 7, p. 311-317, 2011.

GAVARRY, O.; GIACOMONI, M.; BERNARD, T.; SEYMAT, M.; FALGAIRETTE, G. Habitual physical activity in children and adolescents during school and free days. Medicine and Science in Sports and Exercise, v. 35, n. 3, 2003.

GUEDES, J. E. R. P.; GUEDES, D. P. Características dos programas de educação física escolar. Revista Paulista de Educação Física, v. 11, n. 1, p. 49-62, 1997.

HENRIQUE, R. S.; RÉ, A. H. N.; STODDEN, D. F.; FRANSEN, J.; CAMPOS, C. M. C.; QUEIROZ, D. R.; CATTUZZO, M. T. Association between sports participation, motor competence and weight status: a longitudinal study. Journal of Science and Medicine in Sport, v. 19, p. 825-829, 2016.

HINO, A. A. F.; REIS, R. S.; AÑEZ, C. R. R. Observação dos níveis de atividade física, contexto das aulas e comportamento do professor em aulas de educação física no ensino médio da rede pública. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, 2012.

KREMMER, M. M.; REICHERT, F. F.; HALLAL, P. C. Intensity and duration of physical efforts in physical education classes. Revista de Saúde Pública, v. 46, n. 2, 2011.

LIN, L. Y; CHERNG, R. J.; CHEN, Y. J. Relationship between time use in physical activity and gross motor performance of preschool children. Australian Occupational Therapy Journal, 2016.

LLOYD, M.; SAUNDERS, T. J.; BREMER, E.; TREMBLAY, M. S. Long-term importance of fundamental motor skills: a 20-year follow-up study. Adapted Physical Activity Quarterly, v. 31, p. 67 – 78, 2014.

LOPES, V. P.; MAIA, J. A. R.; OLIVEIRA, M. M. C.; SEABRA, A.; GARGANTA, R. Caracterização da atividade física habitual em adolescentes de ambos os sexos através de acelerometria e pedometria. Revista Paulista de Educação Física, v. 17, n. 1, p. 51-63, 2003.

LOPES, V. P.; STODDEN, D. F.; BIANCHI, M. M.; MAIA, J. A. R.; RODRIGUES, L. P. Correlation between BMI and motor coordination in children. Journal of Science and Medicine in Sport, 2011.

MCKENZIE, T. L. The use of direct observation to assess physical activity. In.: G. Welk. Physical activity assessment for health-related research. Human Kinetics: Champaign, IL. 2002.

MCKENZIE, T. L.; MARSHALL, S.; SALLIS, J. F.; CONWAY, T. L. Student Activity Levels, Lesson Context, and Teacher Behavior During Physical Education. Research Quarterly for Exercise and Sport, v. 71, n. 3, p. 249-259, 2000.

MCKENZIE, T. L.; CATELLIER, D. J.; CONWAY, T.; LYTLE, L. A.; GRIESER, M.; WEBBER, L. A.; PRATT, C. A.; ELDER, J. P. Girls’ Activity Levels and Lesson Contexts in Middle School PE: TAAG Baseline. Medicine and Science in Sports and Exercise, v. 38, n. 7, p. 1229-1235, 2006.

NYBERG, G. A.; NORDENFELT, A. M.; EKELUND, U.; MARCUS, C. Physical activity patterns measured by accelerometry in 6- to 10-yr-old children. Medicine and Science in Sports and Exercise, v. 41, n. 10, 2009.

O’BRIEN, W.; BELTON, S.; ISSARTEL, J. The relationship between adolescents’ physical activity, fundamental movement skills and weight status. Journal of Sports Science, 2015.

Organização Mundial da Saúde (OMS). Recomendaciones mundiales sobre actividad física para la salud, 2010. Disponível em < http://www.who.int>

RINK, J. Teaching physical education for learning. St. Louis: Mosby, 1993.

SPESSATO, B. C. Trajetórias de desenvolvimento motor de crianças e o engajamento em uma proposta interventiva inclusiva para maestria. (Dissertação). Programa de Pós Graduação em Ciências do Movimento Humano, UFRGS, 2009.

STEIN; C.; FISHER; L.; BERKEY, C.; COLDITZ, G. Adolescent physical and perceived competence: does change in activity level impact self-perception? Journal of Adolescent Health, v. 40, n.5, p. 462, 2007.

TOIGO, A. M. Níveis de atividade física na educação física escolar e durante o tempo livre em crianças e adolescentes. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, v. 6, n. 1, p. 45-56, 2007.

VALE, S.; SANTOS, R.; SOARES-MIRANDA, L.; SILVA, P. MOTA, J. The importance of physical education classes in pre-school children. Journal of Pediatrics and Child Health, v. 47, p. 48-53, 2011.

VALENTINI, N. C.; RUDISILL, M. E.; GOODWAY, J. Incorporating a Mastery Climate into Physical Education: It’s developmentally appropriate! The Journal of Physical Education, Recreation and Dance,1999a.

VALENTINI, N. C.; RUDISILL, M. E.; GOODWAY, J. D. Mastery climate: children in charge of their own learning. Teaching Elementary Physical Education,1999b.

VALENTINI, N. C.; RUDISILL, M. Motivational Climate, Motor-Skill Development, and Perceived Competence: Two Studies of Developmentally Delayed Kindergarten Children. Journal of Teaching in Physical Education, v. 23, p. 216-234, 2004a.

VALENTINI, N. C.; RUDISILL, M. E. An inclusive mastery climate intervention and the motor development of children with and without disabilities. Adapted Physical Activity Quarterly, v. 21, p. 330-347, 2004b.

VALENTINI, N. C.; TOIGO, A. M. Ensinando educação física nas séries iniciais: desafios e estratégias. Canoas: Unilasalle, Salles, 2006.

VENETSANOU, F.; KAMBAS, A. Environmental factors affecting preschoolers’motor development. Early Childhood Education Journal, v. 37, p. 319-327, 2010.

Downloads

Publicado

2020-11-16

Como Citar

Santayana de Souza, M., Cardoso Nicolini, D., & Valentini, N. C. (2020). ENGAJAMENTO MOTOR, CONTEXTO DA AULA E COMPORTAMENTO DO PROFESSOR EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE CRIANÇAS DO ENSINO FUNDAMENTAL. BIOMOTRIZ, 14(3), 179-190. https://doi.org/10.33053/biomotriz.v14i3.230

Edição

Seção

Artigos