ACADEMIA NA ESCOLA COMO ESPAÇO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Autores

  • Ana Neri Silva de Sousa Centro Universitário Dr. Leão Sampaio
  • José de Caldas Simões Neto Centro Universitário Dr. Leão Sampaio
  • Marcos Antonio Araújo Bezerra Centro Universitário Dr. Leão Sampaio
  • Lara Belmudes Bottcher Centro Universitário Dr. Leão Sampaio

DOI:

https://doi.org/10.33053/biomotriz.v14i3.28

Palavras-chave:

Academia na Escola, Educação Física, Ensino Médio

Resumo

O papel da Educação Física Escolar na Educação Básica, através da ação dos professores é aliado ao processo ensino e aprendizagem é oportunizar vivências que impulsionem a uma adesão de estilo de vida mais saudável por parte da comunidade escolar. Nessa perspectiva o principal objetivo desse estudo é observar como a Academia na Escola é utilizada por professores para a práxis pedagógica nas aulas de Educação Física, como também fomentar a academia na escola como espaço de ensino e aprendizagem. A presente pesquisa caracteriza-se com um estudo descritivo de campo quanti-qualitativa. A população foi composta pelos professores das escolas que participem do projeto Academias nas Escolas. A amostra foi composta por 06 escolas e 11 dos professores de Educação Física na região metropolitana do cariri cearense. Considerando as informações colhidas podemos observar que a maioria dos professores conhece o projeto Academia na Escola, porém a maioria não foi capacitada para sua utilização, pois alguns alegam que o tempo pedagógico é pouco para que as aulas sejam satisfatórias. A academia é usada para ensaios de coreografias, atividades recreativas, jogos cooperativos entre outros. Em relação aos equipamentos estão em boas condições de uso, porém não tem manutenção. O ambiente da Academia na Escola favorece o aprendizado com estímulo para que os alunos possam descobrir seu corpo e como melhorar a sua qualidade de vida, tendo em vista que nesse ambiente os jovens conseguem comunicar-se facilmente. O projeto Academia na Escola foi criado para facilitar o aprendizado dos alunos e oferecer ao professor um espaço diferenciado da sala de aula. Porém, é preciso que os professores repensem na maneira de proporcionar aos alunos a prática de atividades corporais mais voltadas a esse conteúdo e a forma de utilização desse espaço na escola.

Referências

BETTI, I. C. R. Educação Física Escolar: a percepção discente. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 16, n. 3, p. 158-67, 1995.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio: linguagem, códigos e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEM, 2000.

BRASIL. Secretaria de Ensino Médio. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física. Brasília: MEC/SEM, 1998.

CANÁRIO, R. Educação de adultos: um campo e uma problemática. Educa. Formação, 2000.

DARIDO, S. C. et al. Educação Física no Ensino Médio: reflexões e ações. Motriz Journal of Physical Education, v. 5, n. 2, p. 138-145, dez. 1999. Disponível em: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/8728 . Acesso em: 18 abr. 2020.

DIÁRIO DO NORDESTE. Academia na escola, 2011. Disponível em: http://diariodonordeste.com.br/cadernos/cidade/academia-naescolapublica-1.760043 . Acesso em: 20 nov. 2019.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GUEDES, J. E. R. P.; GUEDES, D. P. Características dos programas de Educação Física Escolar. Revista Paulista de Educação Física, v. 11, n. 1, p. 49-62, 1997. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Dartagnan_Guedes/publication/ 237747630_caracteristicas_dos_programas_de_educacao_fisica_escolar/links/541c7fae0cf2218008c9f727/caracteristicas-dos-programas-de-educacao-fisica-escolar.pdf . Acesso em: 20 nov. 2019.

GUIMARÃES, R. B. C. Influência do estilo de vida dos pais no nível de atividade física dos filhos adolescentes, 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Educação Física) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2014. Disponível em: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3189 . Acesso em: 20 nov. 2019.

IMBERNÓN, F. Formação continuada de professores. Porto Alegre: Artmed, 2010.

SACRISTÁN, J. G. Poderes instáveis em educação. Porto Alegre: Artmed, 1999.

MACÊDO, P. P.; SOUZA, F. J. R.; ALVES JUNIOR, T. A.; LETIERI, R. V.; SILVA NETO, L. V.; TROMPIERI FILHO, N.; PONTES JUNIOR, J. A. F. A musculação como conteúdo nas aulas de Educação Física Escolar. Coleção Pesquisa em Educação Física, Várzea Paulista, v. 13, n. 4, p. 15-22, 2014. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Jose_Airton_Pontes_Junior2/publication/269222563_A_musculacao_como_conteudo_nas_aulas_de_Educacao_Fisica_escolar/links/5484c1820cf283750c370a1d.pdf . Acesso em: 19 nov. 2019.

NAHAS, M. V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para um estilo de vida ativo. 4. ed. Londrina: Midiograf, 2006.

NAHAS, M. V. Educação Física no Ensino Médio: educação para um estilo de vida ativo no terceiro milênio. In: SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR, IV., 1997. Anais, Escola de Educação Física e Esportes, 1997. p. 17-20.

NIEMAN, D. C. Exercício e saúde: teste e prescrição de exercícios. Tradução Rogério Ferraz e Fernando Gomes do Nascimento. Barueri: Manole, 2011.

NUNES, B. A. A. et al. A survey of software-defined networking: past, present, and future of programmable networks. IEEE Communications Surveys & Tutorials, v. 16, n. 3, p. 1617-1634, 2014. Disponível em: https://ieeexplore.ieee.org/abstract/document/6739370/?casa_ token=OOnIYAOddtYAAAAA:Nh-ARCqdEV2qcWlGpIQ3WiKog3sIX3E2nrIO7w59tY-mjzS_-vP4D90JUjA7QXsZoC08GFOu3Ibj8g. Acesso em: 18 abr. 2020.

OLIVEIRA, A. S. S. Mais que um exercício: as influências da musculação para uma vida saudável. Revista Eletrônica Mutações, v. 6, n. 10, p. 172-175, 2015. Disponível em: http://periodicos.ufam.edu.br/index.php/relem/article/view/919/pdf. Acesso em: 19 abr. 2020.

VILARTA, R. A Educação Física e a promoção da qualidade de vida na escola: desafios na saúde de comunidades escolares. In: Atividade física e qualidade de vida na escola: conceitos e aplicações dirigidos à graduação em Educação Física. Campinas: IPES, 2008. p. 11-18. Disponível em: https://www.fef.unicamp.br/fef/sites/uploads/deafa/qvaf/livro _afqv_cap1.pdf. Acesso em: 20 jan. 2020.

Downloads

Publicado

2020-11-16

Como Citar

Silva de Sousa, A. N., Simões Neto, J. de C., Araújo Bezerra, M. A., & Belmudes Bottcher, L. (2020). ACADEMIA NA ESCOLA COMO ESPAÇO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. BIOMOTRIZ, 14(3), 9-17. https://doi.org/10.33053/biomotriz.v14i3.28

Edição

Seção

Educação Física e Esportes na escola e fora da escola