COMPARAÇÃO ENTRE FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA E ALONGAMENTO ESTÁTICO NA FLEXIBILIDADE EM GINASTAS

Autores

  • Mariane Lamin Francisquinho Universidade Estadual do Norte do Paraná, Jacarezinho, PR, Brasil
  • Flávia Évellin Bandeira Lima Universidade Estadual do Norte do Paraná
  • Camila Pereira Universidade Estadual do Norte do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.33053/biomotriz.v14i2.35

Palavras-chave:

Exercícios de Alongamento Muscular, Flexibilidade, Ginástica, crianças.

Resumo

Tendo em vista a necessidade de grande amplitude de movimento em atletas de ginástica artística, viu-se a imprescindibilidade de exercícios de alongamento efetivos para tal modalidade. O objetivo foi comparar duas técnicas de alongamento, Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (FNP) e Alongamento Estático Passivo, para melhora do movimento de espacate. Foram avaliadas trinta e uma ginastas com idades de cinco a doze anos que frequentam o Pólo de Ginástica Artística de Jacarezinho – PR. Para avaliar a amplitude de movimento foi utilizado um flexímetro (marca Code), foram realizadas ainda medidas de estatura (cm), peso (kg) e cálculos do índice de massa corporal (IMC). As avaliações foram feitas antes de qualquer intervenção e após quatro semanas (doze sessões) de intervenção. Os dados foram testados quanto à normalidade de distribuição por meio do teste de Shapiro-Wilk, para a comparação das duas avaliações foi utilizado o teste t de Student para amostras dependentes e para a comparação das duas técnicas de alongamento foi utilizado o test t de Student para amostras independentes. O grupo Um (G1) que sofreu intervenção com a técnica de FNP teve resultados significativos entre a avaliação pré e pós, apenas na abdução do lado esquerdo e adução do lado direito não foi observada diferença. O grupo Dois (G2), o qual realizou alongamento estático passivo também apresentou diferença significativa, não sendo detectada essa significância apenas no movimento de adução do lado direito. Conclusão: A comparação entre as duas técnicas não apontou diferenças significativas e ambas foram eficientes no aumento da amplitude do movimento.

Biografia do Autor

Flávia Évellin Bandeira Lima, Universidade Estadual do Norte do Paraná

Prof. Dra. Flávia Évelin Bandeira Lima, Professora Adjunta do Centro de Ciências da Saúde–CCS/UENP/CJ, Jacarezinho-PR, Brasil.

Camila Pereira, Universidade Estadual do Norte do Paraná

Doutorado em andamento em Educação Física - Uel - Uem.
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

Downloads

Publicado

2020-07-31

Como Citar

Lamin Francisquinho, M., Bandeira Lima, F. Évellin, & Pereira, C. (2020). COMPARAÇÃO ENTRE FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA E ALONGAMENTO ESTÁTICO NA FLEXIBILIDADE EM GINASTAS. BIOMOTRIZ, 14(2), 23-32. https://doi.org/10.33053/biomotriz.v14i2.35

Edição

Seção

Artigos