LUDICIDADE E EDUCAÇÃO PSICOMOTORA

CONTRIBUIÇÕES DE UM ESTADO DO CONHECIMENTO PARA AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

Autores

  • Prof. Dr. Fábio Soares da Costa UFPI
  • Prof. Esp. Daniel Ramos Gomes da Silva UFPI

DOI:

https://doi.org/10.33053/biomotriz.v15i1.480

Palavras-chave:

Aprendizagem. Educação física. Educação psicomotora. Ludicidade.

Resumo

Esta é uma pesquisa bibliográfica que objetivou compreender o atual estado do conhecimento científico da ludicidade como componente nuclear da educação psicomotora nas séries iniciais do ensino fundamental e, para atingi-lo, utilizou-se das etapas de construção do Estado do Conhecimento, propostas por Morosoni (2015). Foram explorados os bancos de dados: Google Scholar, Scielo, BDTD, Portal de Periódicos da Capes e 48 Revistas Quallis Capes da área da Educação Física. Utilizou-se Bardin (2011) para a análise dos textos, sendo produzidas as categorias: 1) Ludicidade e educação psicomotora - possíveis aprendizagens; e 2) O professor e a educação física na construção de uma educação psicomotora lúdica. Concluiu-se que uma educação psicomotora lúdica na escola se torna relevante quando o professor de educação física planeja, organiza e excuta atividades lúdicas voltadas para o desenvolvimento integral dos escolares, utilizando novas metodologias e didática.

Biografia do Autor

Prof. Dr. Fábio Soares da Costa, UFPI

Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal do Piauí - UFPI. Especialista em Supervisão Escolar pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. Mestre em Comunicação pelo PPGCOM/UFPI e Doutor em Educação pela Escola de Humanidades da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PPGEDU/PUCRS (Bolsista CAPES/PROEX). Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Questões Sociais na Escola - PUCRS. Coordenador do Grupo de Estudos de Pesquisas OBCORPO - Observatório do Corpo: mídia, educação e movimento. Professor Adjunto do Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino - DMTE/CCE da Universidade Federal do Piauí - UFPI. Tem experiência na área de Educação Física Escolar e Coordenação de projetos esportivos e sociais. Principais pesquisas desenvolvidas ou em desenvolvimento nos temas: Imagem corporal, corporeidade, saúde, qualidade de vida, juventudes, educação, educação física, gênero, representações simbólicas, educação física escolar somática, formação docente em educação física, estágio supervisionado e dispositivos midiáticos.

Referências

AGUIAR, J. S. Jogos para o ensino de conceitos. Campinas: Papirus, 1998.

ALMEIDA, G. P. Teoria e prática em psicomotricidade: jogos, atividades lúdicas, expressão corporal e brincadeiras infantis. V. 2. Rio de Janeiro: WAK Editora, 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BARBOSA, S. Psicomotricidade na educação infantil: intervenção em turma de Nível III. Natal: Faiara, 2017.

DARIDO, S. C.; SOUZA JUNIOR, O. M. Para ensinar Educação Física: possibilidades de intervenção na escola. Campinas: Papirus, 2007.

FARIA, K. L. A. L. et al. A relevância da psicomotricidade e do profissional de Educação Física na educação infantil. Revista Saúde e Educação, Coromandel, v. 2, n. 1, p. 99-115, jan./jun. 2017.

KISHIMOTO, T. M. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2005

LOVITTS, B. E. How to grade a dissertation. Academe, v. 6, n. 91, p. 18-23, 2005.

MOROSINI, M. C.; FERNANDES, C. M. B. Estado do conhecimento: conceitos, finalidades e interlocuções. Educação Por Escrito, Porto Alegre, v. 5, n. 2, p. 154-164, jul./dez. 2014.

MOROSINI, M. C. Estado de conhecimento e questões do campo científico. Revista Educação, Santa Maria, v. 40, n. 1, p. 101-116, jan./abr. 2015.

NACIMENTO, R. M. et al. Lúdico com ferramenta pedagógica no processo ensino aprendizagem. Revista Perspectivas online: biol. e saúde, Campos dos Goitacazes, v. 5, n. 2. 2012. Disponível em: http://seer.perspectivasonline.com.br/index.php/biologicas_e_saude/article/view/225/131. Acesso em: 14 nov. 2016.

OLIVEIRA, A. D. et al. A importância do educar e do brincar para o desenvolvimento psicomotor. Geofronter, Campo Grande, n. 5, v. 1, p. 135-153, 2019.

PINTO, C. L.; TAVARES, H. M. O lúdico na aprendizagem: apreender e aprender. Revista da Católica, Uberlândia, v. 2, n. 3, p. 226-235, 2010.

RAU, M. C. T. D. A ludicidade na educação: uma atitude pedagógica. Curitiba: Ibpex, 2007.

SANTOS, A. F. Ludicidade e educação: o lúdico e a prática pedagógica na educação infantil, 2019. TCC, 25 f. (Curso de Pedagogia). Faculdade Anhanguera Itapecirica da Serra, 2019.

SANTOS, I. A. Ludicidade no processo de aprendizagem: relato de experiência da prática de ensino sobre o lúdico nas aulas de Educação Física, 2017. TCC, 40 f. (Licenciatura em Educação Física) - Universidade de Brasília, Piritiba. 2017.

SANTOS, A. C.; SOUZA, J. R. A.; SOUZA, J. C. A. Psicomotricidade: alfabetização e letramento por meio do movimento. Revista Biomotriz. Cruz Alta, v. 14, n. 2, p. 141-151, jun. 2020.

SEGOVIA, A. F. A ludicidade no desenvolvimento motor da criança na educação infantil: a percepção do professor, 2019. TCC, 27 p. (Licenciatura em Educação Física) - Centro Universitário de Brasília – UNICEUB, Brasília, 2019.

TEIXEIRA, A. P. S. A importância do lúdico nas aulas de Educação Física na educação infantil, 2017. TCC, 27 p. (Licenciatura em Educação Física) - Centro Universitário de Brasília – UNICEUB, Brasília, 2017.

TOLEDO, S. Psicomotricidade e expressão corporal na educação infantil. In:

FERREIRA, C. A. de M.; HEINSIUS, A. M.; BARROS, D. R. Psicomotricidade escolar. Rio de Janeiro: Wak, 2008. p. 139-153.

WERNECK, H. Como vencer na vida sendo professor: depende de você. Rio de Janeiro: Vozes, 2004.

Downloads

Publicado

2021-07-29

Como Citar

COSTA, F. S., & Ramos Gomes da Silva, D. (2021). LUDICIDADE E EDUCAÇÃO PSICOMOTORA: CONTRIBUIÇÕES DE UM ESTADO DO CONHECIMENTO PARA AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR. BIOMOTRIZ, 15(1), 215-225. https://doi.org/10.33053/biomotriz.v15i1.480

Edição

Seção

Artigos