OS IMPACTOS DA PANDEMIA DA COVID-19 NA MICROBIOTA INTESTINAL

Autores

  • Nataly Souza da silva Centro Universitário Brasileiro

DOI:

https://doi.org/10.33053/biomotriz.v16i1.748

Palavras-chave:

Microbiota Intestinal, COVID-19, Imunidade

Resumo

Esse estudo tem como objetivo descrever os impactos na microbiota intestinal desencadeadas pela pandemia do Covid-19. Trata-se de uma revisão sistemática composta por estudos identificados na Biblioteca Virtual de Saúde.  A microbiota intestinal é definida por uma gama variada de micro-organismos, distinguidas por probióticos a sua formação ocorre ao nascer e vai se multiplicando no decorrer do desenvolvimento humano. É um mecanismo fundamental no processo saúde-doença, sendo reconhecido como um importante regulador imunológico. Existem fatores que podem influenciar na manutenção de forma positiva ou negativa. Considerando a pandemia do Covid-19 e a necessidade do isolamento social, acabou determinando mudanças no cotidiano das pessoas, favorecendo condições predisponentes para susceptibilidade do organismo aos fatores de risco para alteração da microbiota intestinal, impactando de forma significativa em diferentes processos. Existem fatores que são favoráveis a microbiota intestinal e proporciona a sua manutenção e equilíbrio, e aqueles que são negativos trazendo prejuízos. Durante a pandemia as adoções de medidas para minimizar as condições que afetam o equilíbrio do microbioma configuraram recursos fundamentais. Portanto, o consumo de alimentos saudáveis contribui de forma significativa para o funcionamento adequado da microbiota intestinal, e aliado a outras mudanças de hábitos, como a prática de atividade física, redução do estresse, entre outros métodos podem minimizar os impactos gerados pela pandemia no microbioma.

Referências

ANTUNES, A.E.C. et al. Potential contribution of beneficial microbes to face the COVID-19 pandemic. Food Research International, v. 136, p. 1-10, 2020.

CABRAL, B.A.; MACEDO, I.C.; VIEIRA, L.P. Análise do consumo alimentar de professores e a prevalência de alterações intestinais no contexto da pandemia pelo Covid-19. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, v. 7, n. 12, p. 1404-1415, 2021.

DEMOLINER, F.; DALTOÉ, L. COVID-19: nutrição e comportamento alimentar no contexto da pandemia. Perspectiva: Ciência e Saúde, v. 5, n. 2, p. 36-50, 2020.

DVORNIKOVA, K. A. et al. Pathogenesis of the inflammatory bowel disease in context of SARS-COV-2 infection. Molecular biology reports, v. 48, n. 13, p. 5745-5758, 2021.

KHALED, J.M.A. Probiotics, prebiotics, and COVID-19 infection: A review article. Saudi journal of biological sciences, v. 28, n. 1, p. 865-869, 2021.

LANDIM, K. et al. Consumo alimentar, estilo e qualidade de vida de professores do Ensino Técnico. Research, Society and Development, v. 10, n. 3, p. e13110312878, 2021.

MALTA, D.C. et al. A pandemia da COVID-19 e as mudanças no estilo de vida dos brasileiros adultos: um estudo transversal. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 29, n. 4, p. e2020407, 2020.

OLIVEIRA, A. C. O papel do gerenciamento clínico e as perspectivas de vacinação para pacientes com doença inflamatória intestinal durante pandemia de COVID-19. Universidade Estadual Paulista (Unesp), 2021. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11449/215897>.

OLIVEIRA, N. et al. Alimentação e modulação intestinal. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 9, p. 66488-66498, 2020.

RIOS, D. L. et al. Probióticos: como uma microbiota intestinal saudável ajuda a combater infecções respiratórias virais agudas, similares à covid-19. Revista Eletrônica Acervo Saúde, n. 46, p. e3537, 12 jun. 2020.

SÁ, K. et al. Alimentos prebióticos como estratégia profilática e de tratamento para a covid19: uma revisão narrativa. HIGEI@, v. 3, n. 6, 2021.

SIMONNET, A. et al. “High Prevalence of Obesity in Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus-2 (SARS-CoV-2) Requiring Invasive Mechanical Ventilation.” Obesity (Silver Spring, Md.), v. 28, n. 7, p. 1195-1199, 2020.

YANG, Y. et al. Antiviral Effects of a Probiotic Metabolic Products against Transmissible Gastroenteritis Coronavirus. Journal of Probiotics & Health, v. 5, p. 184, 2017.

Downloads

Publicado

2022-06-07

Como Citar

Souza da silva, N. (2022). OS IMPACTOS DA PANDEMIA DA COVID-19 NA MICROBIOTA INTESTINAL. BIOMOTRIZ, 16(1), 155-165. https://doi.org/10.33053/biomotriz.v16i1.748

Edição

Seção

Artigos