CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA E SUA COLABORAÇÃO PARA PRÁXIS PEDAGÓGICA DA DOCÊNCIA NO CURSO DE PEDAGOGIA

Autores

  • Juliana Slivinski Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR, Campus União da Vitória, União da Vitória, PR, Brasil
  • Claudia Maria Zanlorenzi Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR, Campus União da Vitória, União da Vitória, PR, Brasil http://orcid.org/0000-0002-8937-6308

DOI:

https://doi.org/10.33053/cataventos.v13i2.425

Palavras-chave:

Educação. Contação de história. Práxis pedagógica.

Resumo

A contação de histórias é uma estratégia pedagógica que auxilia de forma preponderante para o desenvolvimento da linguagem oral e escrita das crianças. É uma ação que ora se assemelha a leitura de histórias, ora à dramatização, por ser uma arte pouco compreendida em seus aspectos históricos e estruturais. Para disseminar essa arte e ao mesmo tempo colaborar na formação dos futuros professores dos anos iniciais, o curso de Pedagogia, Campus União da Vitória, realiza um projeto de extensão, no qual os acadêmicos organizam contações de histórias nos Centros Municipais de Educação Infantil de União da Vitória-PR. Diante disso, problematiza-se: a ação extensionista de contação de histórias, além de contribuir para os alunos dos anos iniciais no desenvolvimento da linguagem, colabora na formação dos acadêmicos para a docência? Em que aspectos pode-se verificar essa colaboração? Em relação a práxis pedagógica, verifica[1]se que o projeto é uma forma de relação entre teoria e prática? Para tanto, utilizou o enfoque qualitativo, com pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo, tendo como sujeitos os acadêmicos participantes do projeto. Verificou-se, a partir desta investigação, a importância da contação de histórias possibilitando o desenvolvimento da linguagem das crianças dos centros municipais de educação infantil. Outrossim, a participação no projeto também possibilitou aos futuros docentes um crescimento pessoal e coletivo, desenvolvendo habilidades para falar em público, diminuindo a timidez, aumentando o repertório de histórias, proporcionando aprendizados com relação à práxis pedagógica. Esse é o papel da extensão, colocar em prática o que se aprende na teoria proporcionando à comunidade momentos de interação e promovendo essa troca de conhecimentos.

Biografia do Autor

Claudia Maria Zanlorenzi, Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR, Campus União da Vitória, União da Vitória, PR, Brasil

Possui graduação em Pedagogia pelo Centro Universitário de Araras Dr. Edmundo Ulson e em Letras pela FECLI, atualmente Universidade Estadual do Centro-Oeste. Pós - Doutora em História e Políticas Educacionaise pelo Programa de Pós Graduação da Universidade Estadual de Ponta Grossa (2014), bem como Doutora ( 2014) e Mestre em Educação pela mesma universidade (2006). Possui especialização em Educação Infantil (UTP) e Supervisão, Orientação e Gestão Educacional (UNICENTRO). Professora da rede municipal de ensino de Irati, de 1989 a 2018, com experiência nos anos iniciais e na coordenação pedagógica. Secretária de Educação do Município de Irati (2013-2016). Professora Adjunto da Universidade Estadual do Paraná- UNESPAR- Campus de União da Vitória. Contadora de histórias. Integrante do Grupo de Pesquisa HISTEDBR - Campos Gerais; do Grupo de Estudos e Pesquisas em Práxis Educativa - GEPPRAX( UNESPAR/UV). Dedica pesquisas e discute as temáticas: história da educação, imprensa e educação, formação de professor, gestão escolar, alfabetização, narrativas oral de histórias e metodologias de ensino nos anos iniciais.

Referências

BUSATTO, Cléo. Contar e encantar: Pequenos segredos da narrativa. 4 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2003.

COELHO, Betty. Contar histórias: uma arte sem idade. 10 ed. São Paulo: Ática, 1999.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 45. ed. São Paulo: Cortez; 2003.

LIPPI, Elisiane Andréia; FINK, Alessandra Tiburski. A Arte de Contar Histórias: perspectivas teóricas e práticas. Vivências, v.8, n.14, p. 20-31, 2012.

SISTO, Celso. Textos e pretextos sobre a arte de contar histórias. Chapecó: Argos, 2001.

VASCONCELOS, Roger Andrei de Castro. Contação de histórias na perspectiva de professoras contadoras: possibilidades de atuação. 106 f. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Educação) – Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul, RS, 2017.

VIGOTSKI, L. S. Imaginação e criação na infância: ensaio psicológico Livro para professores. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

ZANLORENZI, C.M.P. Uma proposta extensionista de contação de histórias para a educação infantil. In: Encontro Científico Pedagógico e Simpósio da Educação: trabalho e educação (ENCIPES), 2019, União da Vitória. Anais…, 2019.

ZANLORENZI, C.M.P; SILVA, P. H.M.M. A contribuição das narrativas orais de histórias para aprendizagem: a visão do professor alfabetizado. Cadernos de Pós-Graduação, São Paulo, v. 20, n. 1, p. 218-231, jan./jun. 2021.

Downloads

Publicado

2021-12-21

Como Citar

Slivinski, J., & Zanlorenzi, C. M. (2021). CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA E SUA COLABORAÇÃO PARA PRÁXIS PEDAGÓGICA DA DOCÊNCIA NO CURSO DE PEDAGOGIA. CATAVENTOS - Revista De Extensão Da Universidade De Cruz Alta, 13(2), 13 - 24. https://doi.org/10.33053/cataventos.v13i2.425

Edição

Seção

Artigos