DIVERSIDADE CULTURAL E PROTEÇÃO CONSTITUCIONAL DOS BENS IMATERIAIS NOS ÂMBITOS LOCAL E REGIONAL

ELEMENTOS INTERPRETATIVOS DAS AÇÕES SOCIAIS SUBJACENTES

Autores

  • Silvio de Oliveira UFFS
  • Serli Genz Bölter Universidade Federal da Fronteira Sul, Cerro Largo, RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.33053/dialogus.v9i2.262

Palavras-chave:

Interpretação da ação social. Proteção constitucional. Práticas culturais locais e regionais. Herança imaterial.

Resumo

Este estudo dedica-se à compreensão das ações sociais diretamente relacionadas à evolução da proteção dos bens culturais imateriais contida na Constituição brasileira. São identificados os agentes sociais e suas interações no contexto sociocultural. A atividade regulatória das práticas culturais é interpretada de acordo com os parâmetros constitucionais e com o paradigma da burocracia weberiana.

Biografia do Autor

Serli Genz Bölter, Universidade Federal da Fronteira Sul, Cerro Largo, RS, Brasil

Pós-Doutora em Direito (Universidade Federal de Santa Catarina). Doutora em Sociologia (UFRGS). Professora e Pesquisadora na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), junto ao Programa de Mestrado em Desenvolvimento e Políticas Públicas, Campus de Cerro Largo, RS. Integrante do Grupo de Pesquisa em “Direitos Humanos, Movimentos Sociais e Instituições”, CNPq/UFFS.

Downloads

Publicado

2020-12-24

Como Citar

Oliveira, S. de, & Bölter, S. G. . (2020). DIVERSIDADE CULTURAL E PROTEÇÃO CONSTITUCIONAL DOS BENS IMATERIAIS NOS ÂMBITOS LOCAL E REGIONAL: ELEMENTOS INTERPRETATIVOS DAS AÇÕES SOCIAIS SUBJACENTES. DI@LOGUS, 9(2), 73-89. https://doi.org/10.33053/dialogus.v9i2.262

Edição

Seção

Artigos