POSSIBILIDADES DA INSUBORDINAÇÃO CRIATIVA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL

Autores

  • Rafael Soares Silva Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
  • Izabel Rodrigues da Silva Centro Universitário UniFacid, Teresina, PI, Brasil
  • Jenerton Arlan Schütz Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí, RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.33053/dialogus.v10i3.694

Resumo

Inspirados no conceito de insubordinação criativa, neste artigo apresentamos uma caracterização do nosso trabalho em ambientes de aprendizagem organizados por meio de episódios de resolução de tarefas. incitados por D'Ambrósio e Lopes (2015), e outros autores aventuramo-nos a mergulhar nas ondas da insubordinação criativa ou subversão responsável para a tomada de consciência deste ser/fazer docente frente ao cotidiano escolar e/ou acadêmico. Utilizamos como metodologia de trabalho, a pesquisa bibliográfica como descreve Severino (2007), onde o uso de dados ou de categorias teóricas já foram trabalhadas por outros pesquisadores e devidamente registradas. Desse modo enfatizamos o conceito de insubordinação criativa como estratégia e possibilidade de novas leituras educativas em prol das diferenças, que integram o ambiente educacional, relacionada às ações de rompimentos ou mudanças de postura assumidas responsavelmente diante a um currículo (pré)estabelecido pelas instituições educacionais, rompendo com normas e/ou regras destas.

Biografia do Autor

Rafael Soares Silva, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Pós-Doutorando em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (UFRRJ); Pós-Doutorando em Química pelo IQSC-USP; Doutor em Ensino de Ciências e Matemática, com ênfase em Educação Especial e Inclusiva, Mestre em Engenharia e Ciências dos Materiais (MACKENZIE); Licenciado em Química e Pedagogia, vasta experiência no Ensino de Ciências, Química, Pedagogia e Educação Especial; Membro do Grupo de Pesquisa - Observatório de Educação Especial e Inclusão Educacional (ObEE/UFRRJ). 

Izabel Rodrigues da Silva, Centro Universitário UniFacid, Teresina, PI, Brasil

Especialista em Metodologia da Educação Infantil (2019). Licenciada em Pedagogia - UFPI (2014). Formação em nível Técnico em Biblioteca. Atualmente é professora (acompanhante terapêutica) de uma aluna com Síndrome de Down no ensino superior (UniFacid).

Jenerton Arlan Schütz, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí, RS, Brasil

Doutor em Educação nas Ciências (UNIJUÍ), Mestre em Educação nas Ciências (UNIJUÍ), Especialista em Metodologia de Ensino de História (UNIASSELVI), Licenciado em História e Sociologia (UNIASSELVI) e Licenciado em Pedagogia (FCE).  Professor da Rede Municipal de Ensino do Município de Ijuí/RS.

Publicado

2022-01-04

Como Citar

Silva, R. S., Silva, I. R. da, & Schütz, J. A. (2022). POSSIBILIDADES DA INSUBORDINAÇÃO CRIATIVA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL. DI@LOGUS, 10(3), 31-42. https://doi.org/10.33053/dialogus.v10i3.694

Edição

Seção

Artigos