A PREVENÇÃO DE SAÚDE DO ESCOLAR DE TUPANCIRETÃ-RS EM TEMPOS DE PANDEMIA PELO COVID-19

Autores

  • Lucia Gabriela Chaves Callai Universidade de Cruz Alta
  • Karol dos Santos Moro Universidade de Cruz Alta - Unicruz
  • Camila Alves Universidade de Cruz Alta - Unicruz
  • Paola Langner da Cruz Universidade de Cruz Alta - Unicruz
  • Themis Goretti Moreira Leal de Carvalho Universidade de Cruz Alta - Unicruz

DOI:

https://doi.org/10.33053/revint.v8i1.338

Palavras-chave:

Saúde do Escolar, COVID-19, Prevenção, Proteção da saúde

Resumo

A saúde do escolar envolve crianças e adolescentes e os níveis de desenvolvimento para a sua idade, sejam eles cognitivos, emocionais e sociais, almejando o bem-estar do aluno em caráter integral. Diante da pandemia e numa situação em que o escolar está isolado ou distanciado do ambiente e da rotina estudantil, alterações de comportamento que eram previamente observadas dentro do ambiente escolar estão sujeitas a serem intensificadas de forma silenciosa, sem a observação cuidadosa dos profissionais de educação e saúde. Assim, isso pode causar muitos danos à autoestima e qualidade de vida do aluno, como por exemplo, depressão, problemas nutricionais, sedentarismo, apatia, dentre outros. Este trabalho caracteriza-se como um estudo descritivo e analítico de rastreamento epidemiológico observacional, com o objetivo de determinar as vulnerabilidades relacionadas ao isolamento social e todas as consequências que ele ocasiona nos estudantes. A população contemplada neste projeto totalizou 424 alunos do ensino fundamental, do 5º ao 9º ano da rede municipal de educação, matriculados no ano de 2020, em 11 escolas públicas municipais de Tupanciretã. As respostas variaram principalmente entre uma sensação de não-mudança do estado de humor e uma percepção leve de inquietação, baixa autoestima ou apatia. O acompanhamento escolar sobre temas como a prática de exercícios físicos, alimentação saudável, stress, ansiedade, entre outros assuntos pertinentes, mostra-se necessário.

Referências

BELASCO, Angélica Gonçalves Silva; FONSECA, Cassiane Dezoti da. Coronavírus. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v. 73, n. 2, p. e2020n2, 2020.

BRASIL, Eysler Gonçalves Maia. Promoção da saúde do adolescente na interface saúde e educação. 2016. Tese (Doutorado em Cuidados Clínicos em Enfermagem e Saúde) – Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza. 2016.

CONSORTE, Pedro Leme. Como você está? Princípios da comunicação não-violenta permeabilizando relações. 2020. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo. 2020.

ESTANISLAU, G.; BRESSAN, R.A. (org). Saúde mental na escola: O que os educadores devem saber. Porto Alegre: Artmed. 280 p.

FERREIRA, Ruth Fialho. Nível de atividade física, lazer sedentário e isolamento social em adolescentes. 2018. Dissertação (Mestrado em Saúde e Comunidade) - Universidade Federal Do Piauí, Teresina. 2018.

GOOGLE. Termos de Serviço. Disponível em: https://policies.google.com/terms#toc-using. Acessado em: 10 de maio de 2020.

LANA, Raquel Martins et al. Emergência do novo coronavírus (SARS-CoV-2) e o papel de uma vigilância nacional em saúde oportuna e efetiva. Cadernos de Saúde Pública [online]. v. 36, n. 3.

LANIUS, Natalia Adriane.; CARVALHO, Themis Goretti Moreira Leal. Programa saúde e prevenção nas escolas: saúde do escolar de Tupanciretã/RS. RevInt: Revista Interdisciplinar de Ensino, Pesquisa e Extensão, Cruz Alta, v. 7, n. 1, p. 271 - 278. 2019.

MENEGUCI, Joilson et al. Comportamento sedentário: conceito, implicações fisiológicas e os procedimentos de avaliação. Motri, v. 11, n. 1, p. 160-174. 2015.

MONTEIRO, Luciana Zaranza et al. Hábitos alimentares, atividade física e comportamento sedentário entre escolares brasileiros: Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar. Revista Brasileira de Epidemiologia. Rio de Janeiro, v. 23, p. e200034, 2020.

OPAS. Organização pan-Americana de Saúde. Folha informativa COVID-19 - Escritório da OPAS e da OMS no Brasil. Escritório Regional para as Américas da Organização Mundial da Saúde. 2020. Disponível em: https://www.paho.org/pt/covid19. Acesso em: 26 set. 2020.

SCHMIDT, Beatriz et al. Saúde mental e intervenções psicológicas diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Estud. Psicol., Campinas, v. 37, p. e200063, 2020.

TUPANCIRETÃ. Decreto nº 5.801, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre medidas temporárias de prevenção ao contágio pelo COVID-19 (novo Coronavírus) no âmbito do Município de Tupanciretã, e dá outras providências. Disponível em: https://www.tupancireta.rs.gov.br/uploads/norma/30702/DECRETO_N_5801___Coronavrus___COVID_19.pdf. Acesso em: 10 abr. 2020.

Downloads

Publicado

2021-02-26

Como Citar

Chaves Callai, L. G., dos Santos Moro, K. ., Alves, C. ., Langner da Cruz, P. ., & Moreira Leal de Carvalho, T. G. . (2021). A PREVENÇÃO DE SAÚDE DO ESCOLAR DE TUPANCIRETÃ-RS EM TEMPOS DE PANDEMIA PELO COVID-19. REVISTA INTERDISCIPLINAR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, 8(1), 437-447. https://doi.org/10.33053/revint.v8i1.338

Edição

Seção

Mostra de Extensão