O CONTEXTO FORMATIVO DOS DOCENTES DE UMA UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DO RIO GRANDE DO SUL

Autores

  • Cátia da Silva Herter Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil
  • Rose Aparecida Colognese Rech UNICRUZ

DOI:

https://doi.org/10.33053/revint.v8i1.349

Palavras-chave:

Docência, Necessidades formativas, Aprendizagens, Formação pedagógica

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo investigar e analisar as necessidades formativas de professores de uma universidade comunitária por meio de seus argumentos. Seguiu-se uma abordagem qualitativa de pesquisa, tendo como instrumento de coleta de dados entrevista semiestruturada com os professores dos cursos de Administração, Enfermagem e Pedagogia. Evidenciou-se por meio da análise dos dados a importância das formações continuadas e em serviço no Ensino Superior, visto que os docentes são preparados para atuarem na sua área técnica e na pesquisa, não tendo subsídios pedagógicos, didáticos e humanísticos para atuarem na docência, o que compromete o ensino-aprendizagem dos acadêmicos. Os resultados evidenciaram a relevância dos professores terem a oportunidade de refletir sobre sua prática, num espaço de sociabilização, discussão, reflexão crítica, para que haja transformações significativas no ensino.

Referências

BERBEL, N. A. N. et al. Avaliação da Aprendizagem no Ensino Superior: Um retrato em cinco dimensões. Londrina: Ed. UEL, 2001.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei n. 9394 de 20 de dezembro de 1996. Brasília, DF. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 05 out de 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução no 510, 7 de abril de 2016. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 24 de maio de 2016. Seção 1. p. 44-46. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2016/res0510_07_04_2016.html>. Acesso em: 05 out de 2020.

CASTRO, M. de. Memória, pesquisa e formação de professores: aspectos metodológicos relativos ao uso da história oral. In: Encontro Nacional de História Oral. São Paulo: Associação Brasileira de História Oral, 2002.

GARCÍA, Carlos Marcelo. Formação de Professores – Para uma Mudança Educativa. Portugal: Porto Editora, 2013. 272 p.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagem qualitativa. São Paulo: EPU, 2001.

MARQUES, Mario Osório. Escrever é preciso: o princípio da pesquisa. Ijuí: Ed. Unijui, 2001.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise textual discursiva. 3. ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2016. 264 p.

NÓVOA, A. et al. Vidas de professores. 2. ed. v. 4. Portugal: Porto editora, 2014. 216 p.

PIMENTA, Selma Garrido; ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos. Docência no Ensino Superior. 5. ed. São Paulo: Editora Cortez, 2014. 280 p.

SOBRINHO, José Dias. AVALIAÇÃO - Políticas Educacionais e Reformas da Educação Superior. 1. ed. São Paulo: Editora Cortez, 2003. 200 p.

VIGOTSKI, L. S. A Formação Social da Mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

Downloads

Publicado

2021-02-26

Como Citar

Herter, C. da S., & Aparecida Colognese Rech , R. . (2021). O CONTEXTO FORMATIVO DOS DOCENTES DE UMA UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DO RIO GRANDE DO SUL. REVISTA INTERDISCIPLINAR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, 8(1), 145-156. https://doi.org/10.33053/revint.v8i1.349

Edição

Seção

Mostra de Iniciação Científica - Ciências Sociais e Humanidades