ANESTESIA PARA CESARIANAS EM FÊMEAS CANINAS: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Autores

  • Gabriela Noronha Toledo Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil
  • Jennifer Santos dos Santos Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil
  • Jucielle Samoel Angler Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil
  • Stéfani dos Santos Torres Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil
  • Andressa Trindade Nogueira Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil
  • Aline Alves da Silva Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.33053/revint.v9i1.622

Palavras-chave:

Anestesia, Cesárea, Fármacos, Gestação

Resumo

A anestesia na cadela gestante representa um desafio ao médico veterinário anestesista, pois devido à natureza emergencial da cesariana, o estado físico geral da fêmea muitas vezes está abaixo do esperado. Os protocolos anestésicos em cesarianas devem ser cuidadosamente avaliados, contando com técnicas que sejam seguras para a gestante e para o feto. Infelizmente, não é possível anestesiar a mãe de maneira seletiva sem atingir os fetos, devido às características físico-químicas dos fármacos, que atravessam rapidamente a barreira placentária. Entretanto, é necessário um planejamento para a realização da cirurgia em tempo hábil, de modo que a exposição dos fetos aos anestésicos seja o menor possível, reduzindo assim os efeitos colaterais. Assim, objetivou-se revisar a aplicação de diferentes fármacos anestésicos na fêmea gestante e seus efeitos nos fetos.

Referências

CAMPOS C.P.; et al. Cirurgia Cesariana em Cadelas e Gatas. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, v. 7, n. 12, 2009.

GABAS, D.T. Estudo comparativo entre o parto normal e a anestesia para cesariana em cães: Estudo clínico e cardiorrespiratório na mãe e no feto. 2004. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Medicina Veterinária e Zootecnia). Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. São Paulo, 2004.

LAVOR, M.; et al. Efeitos fetais e maternos do propofol, etomidato, tiopental e anestesia epidural, em cesarianas eletivas de cadelas. Ciência Rural, v. 34, n. 6, p. 1833-9, 2004.

LUZ, M.R; FREITAS, P.M.C.; PEREIRA, E.Z. Gestação e parto em cadelas: fisiologia, diagnóstico e tratamento das distocias. Revista Brasileira de Reprodução Animal, v. 29, n. 3/4, 2005.

MASTROCINQUE, S. Anestesia em ginecologia e obstetrícia. In: FANTONI, D.T.; CORTOPASSI, S.R.G. Anestesia em cães e gatos. São Paulo: Rocca, p. 231-238. 2002.

MATSUBARA, L. M.; et al. O sevofluorano em cadelas gestantes. Ciência Rural, Santa Maria, v. 36, n. 3, p. 858-864, 2006.

MOON; et al. Neonatal critical care. Vet. Clin. North Am. Small. Anim, v. 31, n. 2, p. 343-65.

MOON-MASSAT, P.F.; ERB, H.N. Perioperative factors associated with puppyvigor after delivery by cesarean section. Journal American Animal Hospital Association, v. 38, n. 1, p. 90-6, 2001.

MUIR III, W.W.; HUBBELL, J.A. Manual de Anestesia Veterinária. 3ª ed. Porto Alegre: Editora Artmed, p. 432. 2001.

NASCIMENTO, C.F.M. Anestesia para cesarianas em cadelas revisão de literatura. Monografia apresentada a Faculdade de Jaguariúna. São Paulo, 2008.

OLIVA, V.N.L.S.; ALBUQUERQUE, V.B. Anestesia na cadela gestante. Medvep – Revista Científica de Medicina Veterinária – Pequenos Animais e Animais de Estimação, v. 20, n. 7, p. 52-58, 2009.

ONG, B.Y.; et al. Anesthesia for cesarean section – effects on neonates. Anesthesia & Analgesia, v. 68, p. 270-275, 1989.

PASCOE, P.J.; MOONP.F. Periparturient and neonatal anesthesia. Veterinary Clinics North America Small Animal, v. 31, p. 315- 41, 2001.

RAFFE, M.R. Considerações anestésicas durante a prenhez e no recém-nascido. In: TRANQUILLI, W.J; THURMON, J.C.; GRIMM, K.A. Lumb & Jones Anestesiologia e Analgesia Veterinária. 5 ed. São Paulo: Roca, 2017, p. 702-713.

SANTOS, J.C.; et al. Efeitos da aminofilina e do doxapram em recém-nascidos advindos de cesariana eletiva em cadelas anestesiadas com midazolam, propofol e isofluorano. Revista Ceres, v. 54, n. 311, p. 33-9, 2007.

SENDAG, F.; et al. Comparison of epidural and general anaesthesia for elective cesarean delivery according to the effects on Apgar scores and acid-base status. The Australian and New Zealand Journal of Obstetrics and Gynaecology, v. 39, n. 4, p. 464-68, 1999.

SHNIDER, S.M.; LEVINSON, G. Anestesia em obstetrícia. In: MILLER, R.D. Anestesia. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. 1829-1874. 1993.

SHORT, C.; BUFALARI, A. Propofol Anesthesia. Veterinary Clinic North America. Small Animal Practice, v. 29, n. 3, p. 747-77.1999.

SPINOSA, H.; et al. Farmacologia aplicada à medicina veterinária. 4ª ed. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara Koogan, p.897. 2006.

VASCONCELOS, C. F. B. Anestesia na cadela gestante. 2014. 33f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Medicina Veterinária) – Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

WALLER, S.B.; TELES, A.J.; GOMES, A.R.; CLEFF, M.B.; MELLO, J.R.B. Efeitos colaterais de anestésicos em neonatos de cães e gatos nascidos de cesariana. Acta Veterinaria Brasilica, v.8, n.1, p.1-9, 2014.

Downloads

Publicado

2021-12-16

Como Citar

Noronha Toledo, G., Santos dos Santos, J., Samoel Angler, J. ., dos Santos Torres, S., Trindade Nogueira , A., & Alves da Silva , A. . (2021). ANESTESIA PARA CESARIANAS EM FÊMEAS CANINAS: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. REVISTA INTERDISCIPLINAR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, 9(1), 28-36. https://doi.org/10.33053/revint.v9i1.622

Edição

Seção

Mostra de Iniciação Científica - Ciências Exatas, Agrárias e Engenharias