CONTRIBUIÇÕES DO PROJETO ATIVE-SE PARA A APTIDÃO FÍSICA DE IDOSOS

Autores

  • Manuela Soares Gama Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil
  • Raquel Arigony Corrêa SantÁnna Partes Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil
  • Cristina Dobrachinsk Barbosa UNIMED Planalto Central, Cruz Alta, RS, Brasil
  • Paulo Ricardo Moreira Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil
  • Marilia de Rosso Krug Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ, Cruz Alta, RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.33053/revint.v9i1.676

Palavras-chave:

Saúde, Idosos, Força, Flexibilidade, Resistência

Resumo

A atividade física tem importante contribuição para a saúde do idoso. Assim, o Curso de Educação Física da Universidade de Cruz Alta juntamente com a Unimed Planalto Central proporciona à comunidade a prática de exercícios físicos orientados através dos projetos ATIVE/SE/Caminhada Orientada/UNICRUZ/UNIMED. Este estudo objetivou analisar os aspectos socioeconômicos, culturais e de saúde, o estilo de vida e a aptidão física dos participantes do projeto. Para isso, utilizou-se os testes Sênior Fitness Test, que englobam força de membros superior e inferior, flexibilidade de membros superior e inferior, agilidade e resistência aeróbia e consultou-se questionários previamente respondidos. Os dados foram analisados por estatística descritiva, média, desvio padrão e frequência. Participaram 21 idosos, com idade média de 72,2 ± 7,39 anos. O grupo tem prevalência de mulheres. 71,4% dos participantes apresentam doença, destacando-se a hipertensão arterial sistêmica (52,4%) e multimorbidades. 52,4% praticam atividade física de 3 a 4 vezes por semana. Há alto índice de sobrepeso (57, 1%), relação cintura quadril com percentual elevado (90,5%) de alto risco para doenças crônicas. Os resultados da aptidão física mostram que 47,6% têm fraqueza de membro inferior, 81% pouca flexibilidade de membros superiores, 78,9% pouca agilidade e 46,7% apresentaram boa resistência aeróbia, o que pode estar relacionado à prática regular de atividade física, como a Caminhada Orientada. Esses achados reforçam a necessidade de atividade física orientada e apontam para possíveis ajustes no projeto. Fica o desafio de engajar pessoas que não tenham o hábito da prática regular de atividade física.

Referências

BENEDITO, J. de C. Melhor idade para que? As novas terminologias para designação da velhice. In: TEIXEIRA, S. M. (Org.). Envelhecimento na sociabilidade do capital. Campinas: Papel Social, 2017.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (BR). Nota Técnica nº 05/2020 GVIMS/GGTES. Orientações para a prevenção e controle de infecções pelo novo Coronavírus (SARS-Cov-2) em instituições de longa permanência para idosos (ILPI). Brasília, 2020. Disponível em: https://www20.anvisa.gov. br/segurancadopaciente/index.php/alertas/item/nota-tecnica-n-05-2020-gvimsggtes-anvisaorientacoes-para-a-prevencao-e-o-controle-de-infeccoes-pelo-novocoronavirus-sars-cov-2-ilpi. Acesso em: 24 set. 2021.

EZQUERRA, E. I. M.; BARRERO, E. Exercício Físico: O Talismã da Saúde. Madrid: Ed. Everest, 2003.

GUIMARÃES. E. T.; et al. Efeitos de um programa de atividade física sobre o nível de autonomia de idosos participantes do programa saúde da família. Fitness Perfomace Jornal, Rio de Janeiro, v.7, n.1, dez. 2008.

HALLEY, G. F.; et al. Idosos praticantes de hidroginástica: significados atribuídos à atividade física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte [online]. v. 43, n. 2, p. 27-39, 2021.

LOPES, M. A.; et al. Barreiras que influenciaram a não adoção de atividade física por longevas. Revista Brasileira de Ciências do Esporte [online], v. 38, n. 1, p. 38-52. 2016.

MAZO, G. Z; CARDOSO, L. F.; AGUIAR, D. L. Programa de hidroginástica para idosos: motivação, autoestima e autoimagem. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, v.8, n.2, p.67-72, 2006.

MELO, L. A.; LIMA, K. C. de Prevalência e fatores associados a multimorbidades em idosos brasileiros. Ciência & Saúde Coletiva [online]. v. 25, n. 10, 0 68-78, 2020.

MERQUIADES, J. H.; et al. Atividade física e qualidade de vida associada à saúde em idosos participantes e não participantes em programas regulares de atividade física. Revista Brasileira e Educação Física e Esporte, v. 20, n. 3, p. 219-225, São Paulo, 2006.

MOTA, T. A.; et al. Factors associated with the functional capacity of elderly individuals with hypertension and/or diabetes mellitus. Escola Anna Nery, 2020, v. 24, n. 1.

PASCOAL, M.; SANTOS, D. S. A.; BROEK, V. V. Qualidade de vida, terceira idade e atividades físicas. Motriz, v.1 2, n. 3, p. 217-228, Rio Claro, 2006.

PICCOLO, G. M. Os caminhos dialéticos do envelhecimento e sua relação com a educação física contemporânea. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 14, n. 1, p. 169-177, 2011.

REIA, T A.; et al. Acute physical exercise and hypertension um the elderly: a systematic review. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 26, n. 4, p. 57 – 68, 2020.

RIKLI, R. E., JONES, C. J. Teste de aptidão física para idosos. Tradução BIDUTTE, S. R. C., Barueri, SP: Manole, 2008.

ROCHA, S V.; TRIBESS, S.; VIRTUOSO JÚNIOR, J S. Atividade Física Habitual e Qualidade de Vida de mulheres idosas com baixa condição econômica. Revista da Educação Física/UEM, v. 19, n. 1, p. 101-108, 2009.

SILVA, V. F.; MATSUURA, C. Efeitos da prática regular de atividade física sobre o estado cognitivo e a prevenção de quedas em idosos. Fitnees e Performance Jornal, v. 1, n. 3, p. 39-45, 2002.

SOUZA, E. V.; et al. Implications of self-reported fragility on the quality of life of older adults: a cross-sectional study. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 55, 2021.

VAGETTI, G. C.; et al. Association of body mass index with the functional fitness of elderly women attending a physical activity program. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 20, n. 02, 2017.

Downloads

Publicado

2021-12-16

Como Citar

Soares Gama, M., Arigony Corrêa SantÁnna Partes, R. ., Dobrachinsk Barbosa, C., Moreira, P. R. ., & de Rosso Krug, M. (2021). CONTRIBUIÇÕES DO PROJETO ATIVE-SE PARA A APTIDÃO FÍSICA DE IDOSOS. REVISTA INTERDISCIPLINAR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, 9(1), 526-536. https://doi.org/10.33053/revint.v9i1.676

Edição

Seção

Mostra de Extensão