INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS POTENCIAIS EM UM CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS (CAPS AD)

Autores

  • Renata
  • Tâmalla
  • Sybelle Universidade Federal do Vale do São Francisco

DOI:

https://doi.org/10.33053/recs.v10i1.504

Resumo

Objetivo: Identificar e classificar as Interações Medicamentosas Potenciais (IMP) quanto à gravidade, mecanismo de ação e evidência científica em usuários de um Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas III (CAPS AD III). Trata-se de um estudo descritivo, retrospectivo e com abordagem quantitativa. Foram analisados 132 prontuários e prescrições. Destes, 78% (n = 103) foram do sexo masculino. A média de idade dos usuários foi 39,5 ± 11,1 anos. A partir da análise das prescrições, obteve-se 590 medicamentos prescritos, dentre estes, 65 fármacos diferentes. O psicofármaco mais prescrito foi diazepam, representando 12% (n = 71) do total, seguido da fluoxetina (11,2%; n = 66). Quanto ao esquema terapêutico individual, 43% (n = 57) dos pacientes utilizam polifarmácia (> 5 medicamentos). Foi observado IMP em 87,1% (n = 115) das prescrições. No total foram encontradas 335 IMP e uma média de 2,5 ± 1,1 por prescrição. Quanto à classificação das IMP, foi observado 71,9% (n = 241) IMP de alta gravidade, sendo a mais prevalente entre fluoxetina e risperidona (7,5%; n = 25) que pode resultar em cardiotoxicidade. O coeficiente de correlação de Pearson entre o número de IMP e número de medicamentos prescritos foi r = + 0,65 (p 0,001). Nessa perspectiva, o presente estudo mostrou a importância da revisão da farmacoterapia para maior eficácia, segurança e adesão ao tratamento farmacológico aos usuários de álcool e outras drogas.

Referências

ANDRADE, F.K.V.; NETA, Z.D.B. Perfil farmacoepidemiológico das interações medicamentosas potenciais em prescrições de psicofármacos. Revista Eletrônica de Farmácia, v. 11, n. 4, p. 72-85, 2014.

ANDRADE, K.V.F.; SILVA FILHO, C.; JUNQUEIRA, L.L. Prescrição de medicamentos potencialmente inapropriados para idosos: um estudo transversal em instituição psiquiátrica. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, v. 65, n. 2, p. 149-154, 2016.

BALDAÇARA, L. et al. Rapid tranquilization for agitated patients in emergency psychiatric rooms: a randomized trial of olanzapine, ziprasidone, haloperidol plus promethazine, haloperidol plus midazolam and haloperidol alone. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 33, n. 1, p. 30-39, 2011.

BARROS, M.G.; DUARTE, F.S. Potenciais reações adversas relacionadas a antipsicóticos ou antidepressivos e fármacos associados em pacientes do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) “Esperança” de Recife. VITTALLE-Revista de Ciências da Saúde, v. 32, n. 1, p. 56-69, 2020.

BERNARDI, A. B.; KANAN, L. A. Características dos Serviços Públicos de Saúde Mental (Capsi, Capsad, Caps III) do Estado de Santa Catarina. Saúde em Debate, v. 39, n.107, p. 1105-1116, 2015.

BLEAKLEY, S. Antidepressant drug interactions: evidence and clinical significance. Progress in Neurology and Psychiatry, v. 20, n. 3, p. 21-27, 2016.

BOORA, K.; XU, J.; HYATT, J. Encephalopathy with combined lithium-risperidone administration. Acta Psychiatrica Scandinavica, v. 117, n. 5, p.394-395, 2008.

BRASIL. Plenário do Conselho Nacional de Saúde Resolução nº 466/2012, publicada no Diário Oficial da União (DOU) em 13 de julho de 2013. Disponível em: https://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf. Acesso em: 25 ago. 2020.

CHOPRA, P.; NG, C.; SCHWEITZER, I. Serotonin syndrome associated with fluoxetine and olanzapine. The World Journal of Biological Psychiatry, n. 5, v. 2, p.114-115, 2004.

EL-DEN, S. et al. Pharmacists’ roles in supporting people living with severe and persistent mental illness: a systematic review protocol. BMJ Open, v. 10, n. 7, 2020.

FERREIRA, A.C.Z. et al. Caracterização de internações de dependentes químicos em uma unidade de reabilitação. Cogitare Enfermagem, v. 17, n. 3, p.444-451, 2012.

ISMAIL, M. et al. Potential Drug-Drug Interactions in Psychiatric Ward of a Tertiary Care Hospital: Prevalence, Levels and Association with Risk Factors. Tropical Journal of Pharmaceutical Research, v. 11, n. 2, p. 289-296, 2012.

JACOMINI, L.C. L.; SILVA, N.A. Interações medicamentosas: uma contribuição para o uso racional de imunossupressores sintéticos e biológicos. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 51, n. 2, p. 168-174, 2011.

LEXI-DRUGS. Lexicomp®. Hudson, OH: Wolters Kluwer Health, Inc. Disponível em: https://www.wolterskluwer.com/en/solutions/lexicomp. Acesso em: 10 jun. 2020.

HAHN, M.; BRAUS, D.F. Psychiatric polypharmacy: hazard through drug-drug-interaction and possibilities for prevention. Versicherungsmedizin, v. 64, n. 3, p. 127- 131, 2012.

HOEHNS, J.D. Torsades de Pointes Associated with Chlorpromazine: Case Report and Re-view of Associated Ventricular Arrhythmias. Pharmacotherapy, v. 21, n. 7, p. 871–883, 2001.

MICROMEDEX® Healthcare Series: MICROMEDEX. Versão 2.0. Disponível em: https://www.ibm.com/watson-health/about/micromedex. Acesso em: 15 out. 2020.

MOJTABAI, R.; OLFSON, M. National trends in psychotropic medication polypharmacy in office-based psychiatry. Archives of General Psychiatry, v. 67, n. 1, p. 26-36, 2010.

MOLL, M.F.; SILVA, K.J.; DIAS, E.R.; VENTURA, C.A. O abandono ao tratamento entre pacientes assistidos em um Centro de Atenção Psicossocial. Journal of Nursing Health, v. 2, n. 1, p. 18-27, 2012.

NASCIMENTO, A.F.; HORI, A.A. O Projeto Terapêutico Singular e as práticas de saúde mental nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) em Guarulhos/SP. Ciência & Saúde Coletiva, v. 17, n. 3, p. 3561-3571, 2013.

ONOCKO-CAMPOS, R. T.; FURTADO, J. P. Entre a Saúde Coletiva e a Saúde Mental: Um Instrumental Metodológico para Avaliação da Rede de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do Sistema Único de Saúde. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n.5, p. 1053-1062, 2006.

OWCZUK, R. et al. Influence of promethazine on cardiac repolarisation: a double-blind, midazolam-controlled study. Anaesthesia, v. 64, n. 6, p. 609-614, 2009.

PATEL, D.D.; GALARNEAU, D. Serotonin Syndrome With Fluoxetine: Two Case Reports. Ochsner Journal, v. 16, n. 4, p. 554-557, 2016.

PATIL, V.; GUPTA, R.; VERMA, R.; BALHARA, Y.P. Neuroleptic Malignant Syndrome Associated with Lithium Toxicity. Oman Medical Journal, v. 31, n. 4, p. 309–311, 2016.

R Development Core Team (2020). R: a Language and Environment for Statistical Computing Vienna: R Foundation for Statistical Computing. Disponível em: https://www.R-project.org. Acesso em: 30 nov. 2020.

RUBIO-VALERA, M.; CHEN, T.F.; O’REILLY, C.L. New roles for pharmacists in community mental health care: a narrative review. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 11, n. 10, p. 10967-10990, 2014.

SHARMA, B.; SANNEGOWDA, R.B.; GANDHI, P.; DUBEY, P.; PANAGARIYA, A. Combination of Steven-Johnson syndrome and neuroleptic malignant syndrome following carbamazepine therapy: a rare occurrence. BMJ Case Reports, v. 11, 2013.

SICOURI, S.; ANTZELEVITCH, C. Mechanisms underlying the actions of antidepressant and antipsychotic drugs that cause sudden cardiac arrest. Arrhythmia & Electrophysiology Review, v. 7, n. 3, p. 199-209, 2018.

SILVA, S.N.; LIMA, M.G.; RUAS, C.M. Uso de medicamentos nos Centros de Atenção Psicossocial: análise das prescrições e perfil dos usuários em diferentes modalidades do serviço. Ciência & Saúde Coletiva, v. 25, n. 7, p. 2871-2882, 2020.

SPINA, E.; SANTORO, V.; D’ARRIGO, C. Clinically relevant pharmacokinetic drug interactions with second-generation antidepressants: an update. Clinical Therapeutics, v. 30, n. 7, p. 1206-1227, 2008.

SPINA, E. et al. Inhibition ofrisperidone metabolism by fluoxetine in patients with schizophrenia: A clinically relevant pharmacokinetic drug interaction. Journal of Clinical Psychopharmacology, v. 22, n. 4, p. 419- 423, 2002.

SUPARIWALA, A.; KANT, G.; JEAN, R.E. Neuroleptic malignant syndrome with metoclopramide overdose coexisting with Clostridium difficile diarrhea. Intensive Care Medicine, v. 37, n. 10, p. 1706-1708, 2011.

THORPE, E.L.; PIZON, A.F.; LYNCH, M.J.; BOYER, J. Bupropion induced serotonin syndrome: a case report. Journal of Medical Toxicology, v. 6, n. 2, p. 168-171, 2010.

TROLLOR, J.N.; CHEN, X.; SACHDEV, P.S. Neuroleptic malignant syndrome associated with atypical antipsychotic drugs. CNS Drugs, v. 23, n. 6, p. 477-492, 2009.

URICHUK, L. et al. Metabolism of Atypical Antipsychotics: Involvement of Cytochrome P450 Enzymes and Relevance for Drug-Drug Interactions. Current Drug Metabolism, v. 9, n. 5, p. 410-418, 2008.

VACHERON-TRYSTRAM, M.N. et al. Antipsychotics in bipolar disorders. L’Encéphale, v. 30, n. 5, p. 417-424, 2004.

WARUDKAR, S.; SHINDE, V.; BORKAR, A. Effect of promethazine on seizure activity and its interactions with antiepileptic drugs diazepam and phenytoin in Rats. International Journal of Basic & Clinical Pharmacology, v. 7, n. 6, p. 1100-1104, 2018.

WOOD, A.J.; GOODWIN, G.M. A review of the biochemical and neuropharmacological actions of lithium. Psychological Medicine, v. 17, n. 3, p. 579–600, 1987.

WHO. World Health Organization. Collaborating Centre for Drug Statistics Methodology. Anatomical Therapeutic Chemical Index ATC/DDD. Disponível em: http://www.whocc.no/atc_ddd_index/. Acesso em: 03 jan. 2021.

Downloads

Publicado

2022-04-12

Como Citar

Lima, R., Nery, T., & Pedrosa, S. (2022). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS POTENCIAIS EM UM CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS (CAPS AD). Revista Espaço Ciência & Saúde, 10(1), 1-13. https://doi.org/10.33053/recs.v10i1.504